Sobre

“Nunca e jamais importa o que nós ainda temos a esperar da vida, mas sim exclusivamente o que a vida espera por nós.”

Esta frase é de Viktor Frankl e ela sempre me acompanha. Diante de algumas experiências que aconteceram em minha vida, fui capaz de enxergar que quando não somos capazes de mudar uma situação, somos desafiados a mudar nós mesmos. E nesse processo descobri a Fotografia.

Eu era advogada há 10 anos e após a compra de uma câmera profissional comecei a fazer alguns registros das famílias ao meu redor, todos de maneira amadora. Ali eu descobri um dom e uma paixão que jamais imaginei existir.

Então comecei a estudar a Fotografia de maneira séria, conciliando as duas profissões.

Só que a minha agenda começou a ficar lotada… e foi aí que enxerguei a necessidade de dar um passo mais ousado: viver de fotografar a essência das pessoas. De registrar aqueles momentos que raramente são registrados. É porque quando a gente se permite ser quem realmente somos, é possível enxergar aquilo que realmente nos importa.

Histórias de família são construídas nessas cenas do cotidiano. No futuro elas serão contadas pelas gerações que virão. E as imagens um dia registradas servirão para vocês se lembrarem de quem vocês são como família. E reviverem tudo que a vida ofereceu a vocês.

Se um dia alguém me dissesse que eu me tornaria uma fotógrafa de família, eu não acreditaria nisso. E hoje eu vejo que capturar e entregar memórias para famílias de momentos únicos de suas vidas é o que a vida espera de mim.

Prazer, eu sou a Ana Coelho.


Prêmios e Publicações


Depoimentos

Inserir depoimentos.


Quer conversar sobre um novo trabalho?